Emagrecimento feminino: por que as mulheres têm mais dificuldade que os homens?

As particularidades no processo de emagrecimento feminino

Acompanhe o artigo de hoje e confira as razões que explicam a diferença entre o emagrecimento feminino e masculino!

As mulheres têm, realmente, mais dificuldade de emagrecer do que os homens. E isso acontece porque a genética e o organismo feminino têm seu funcionamento específico, fazendo com que seja mais difícil para a mulher perder peso quando comparada a um homem de mesma idade, tamanho e peso.

Emagrecimento feminino e seus obstáculos

Quanto às questões metabólicas e biológicas, as mulheres têm características específicas e diferentes dos homens que podem dificultar o processo de emagrecimento. Confira:
As mulheres têm predomínio de massa gordurosa em relação à massa magra, os músculos. Isso faz com que o metabolismo basal seja mais lento, pois os músculos consomem mais energia para seu metabolismo e contratilidade.

Os homens têm mais testosterona e são geneticamente projetados para ter uma porcentagem maior de músculo e menos gordura. E quanto mais músculo você tem, mais calorias você pode queimar, mesmo quando você não se exercita.

O estrogênio favorece o acúmulo de gordura no corpo feminino em diferentes regiões, enquanto nos homens, a gordura se localiza mais na região abdominal — facilitando a perda com atividades específicas para a área.

O metabolismo dos homens tem uma tendência a ser mais acelerada, causando um consumo calórico que alguns estudos estimam ser 1,3 vezes mais alto do que o sexo feminino.

As mulheres são mais suscetíveis a grandes oscilações hormonais durante toda a vida, o que traz variações metabólicas importantes. Na menopausa, por exemplo, a baixa produção de hormônios sexuais estimula a produção de uma enzima, conhecida como Aldh1a1, que age estimulando a produção de gordura.

Por questões metabólicas, os homens tendem a armazenar as células de gordura de maneira mais lenta do que as mulheres, assim como também tendem a perdê-las de maneira mais acelerada.

Reverta esse quadro!

Muitas vezes, atingir o emagrecimento saudável é difícil, não é mesmo?
Por isso, elaboramos esta lista com dicas que podem ajudar nesse processo.

Dê preferência aos alimentos integrais


Esses alimentos possuem uma quantidade maior de fibras, que ajudam na regulação do trânsito intestinal e absorvem menor quantidade de gorduras. Mas, tome cuidado! O valor calórico dos alimentos integrais é muito semelhante ao dos alimentos refinados, portanto aposte nos carboidratos no momento ideal e na dose certa.


Mantenha-se hidratado


A água é substrato para inúmeras reações fisiológicas no organismo, o que promove o melhor funcionamento dos órgãos. Beba uma média de 30ml/Kg de água ao dia.


Pratique exercícios


Talvez você ache um sacrifício, mas a prática rotineira de atividade física vai te impulsionar no caminho da perda de peso. Procure exercícios com os quais você se identifique e adeque.


Inclua gorduras boas em sua alimentação


Abacate, amêndoas e nozes são fontes de gorduras boas para o organismo, que ajudam a controlar os níveis de colesterol bom (HDL) e colesterol ruim (LDL) no corpo.


Diminua o consumo de processados


O grande problema dos alimentos processados é oferecer uma quantidade absurda de sódio e conservantes, aumentando a retenção de líquidos, além de elevarem as chances de desenvolver doenças cardiovasculares.

Cuide-se!

O caminho rumo ao emagrecimento feminino saudável é longo, mas você não precisa trilhar sozinha. Conte comigo para te ajudar a atingir os seus objetivos. Com dedicação, consistência e equilíbrio, é possível.

Entre em contato e agende a sua consulta!

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp